Como a Saúde Bucal é afetada por distúrbios psicológicos e desequilíbrio emocional

A saúde mental envolve o bem-estar emocional e psicológico. Não é novidade que não estar bem emocionalmente afeta a vida diária e os relacionamentos. Mas a situação pode ir além e começar a atrapalhar a saúde de forma geral e trazer doenças como os problemas bucais. Surgem assim, cáries, bruxismo e até perda de dentes.

Estudos realizados com mais de 5.000 pacientes psiquiátricos mostraram que eles tinham 2,8 vezes mais risco de perder os dentes. Além disso, apresentavam mais cáries e obturações quando comparados com pessoas sem problemas mentais. Existem vários fatores que motivam isso, entre os principais, estão:

  • hábitos alimentares inadequados
  • falta de higiene bucal.

Este comportamento aumenta os riscos de cáries, ou seja, uma deterioração da estrutura dentária por causa da presença de bactérias na boca. Além disso, alguns transtornos mentais causam a diminuição do autocuidado, que pode fazer a pessoa deixar de lado a higiene oral.

A seguir, veja como a saúde bucal é afetada por distúrbios psicológicos e desequilíbrio emocional.

Ansiedade pode causar problemas nos dentes

O sentimento de ansiedade faz parte do dia a dia e é normal ficar ansioso quando ocorre alguma alteração na rotina. Mas algumas pessoas apresentam uma ansiedade excessiva que atrapalha o convívio social e traz diversos problemas de saúde.

Pessoas com ansiedade podem descuidar da higiene bucal, escovar os dentes muito rapidamente e de forma inadequada. Essas atitudes comprometem a saúde bucal, já que isso aumenta as cáries e as gengivites (inflamações na gengiva).

Outra consequência deste estado de ansiedade é uma série de alterações metabólicas que podem acionar o sistema nervoso central e deixá-lo em estado de alerta, predispondo ao desenvolvimento de várias doenças bucais. É o caso do bruxismo, que é uma condição caracterizada pelo ranger ou pressionar os dentes e é mais frequente durante o sono.

Há ainda pessoas com TOC (Transtorno Obsessivo-Compulsivo) que escovam os dentes com muita frequência e força. Isso acaba corroendo o esmalte do dente e machucando a gengiva.

Estresse pode ser o responsável pelo aparecimento de cáries e bruxismo

Além de fazer mal à saúde, viver estressado ainda compromete a saúde bucal. O estresse em excesso causa diminuição da saliva e reduz a resistência às bactérias. Tudo isso colabora para que aumente o número de micro-organismos na boca, causando mais cáries.

Uma consequência séria do estresse é provocar apertamento dentário, o ranger dos dentes ou bruxismo de vigília, ou seja, quando a pessoa está acordada.

Outra situação que ocorre frequentemente em quem está muito estressado é o surgimento de aftas, que são pequenas erupções na parte interna da boca. Nesses casos, o estresse libera o hormônio cortisol em excesso, o que aumenta as inflamações do corpo.

A depressão pode comprometer a higiene bucal

Quem está com depressão, muitas vezes, não tem disposição para se cuidar. E, em alguns casos, não tem vontade de escovar os dentes e procurar atendimento odontológico de rotina. A higiene precária ou inexistente agrava as doenças periodontais.

Por conta disso, é comum que essas pessoas apresentem problemas bucais com mais frequência, como as cáries. Se o problema não for tratado, surgem complicações como infecções e inflamações na gengiva e até a perda de dentes.

Quem sofre transtornos alimentares pode ter problema nos dentes

Algumas pessoas sofrem com distúrbios alimentares graves que afetam diretamente a saúde. Entre os mais conhecidos estão a anorexia (diminuição da ingestão de alimentos), a bulimia (consumo exagerado de alimentos com vômitos provocados) e a compulsão alimentar (consumo em excesso e em pouco tempo).

Esses comportamentos persistentes provocam alterações no organismo, aumentando o risco das doenças bucais. Por isso, quem tem algum tipo de transtorno alimentar costuma ter problemas nos dentes, como:

  • corrosão do esmalte
  • cáries
  • perda dentária

No caso da bulimia, por exemplo, o hábito contínuo de comer alimentos calóricos e na sequência provocar o vômito altera o Ph salivar.

Como cuidar da saúde mental?

Quem apresenta problemas como depressão, ansiedade, estresse em excesso e transtornos alimentares precisa buscar ajuda profissional o quanto antes. A terapia comportamental costuma ser bastante efetiva para lidar com os sentimentos negativos e mal-estar emocional.

Em alguns casos, é importante fazer um acompanhamento com um psiquiatra e começar a tomar medicamentos para reduzir os sintomas e melhorar a qualidade de vida.

Já o cirurgião-dentista deve estar atento ao contexto multidisciplinar das lesões e doenças bucais e investigar atentamente a causa dos problemas.

Tenha uma boca saudável

Uma boa higiene bucal é uma das medidas mais importantes que você pode adotar para manter seus dentes e gengiva em ordem. Manter uma boca saudável é importante para o bem-estar geral das pessoas.

Dental Form – Clínica odontológica no Rio de Janeiro

Agende agora sua consulta na clínica Tijuca ou na clínica na Barra da Tijuca. Conheça mais sobre a clínica e nossa equipe de dentistas aqui.

Para outras dúvidas e marcação de consulta, clique abaixo para falar com nosso atendimento via WhatsApp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *