O que é o tratamento de canal dentário

Realizado pelo especialista em endodontia, o objetivo do tratamento de canal dentário é remover o tecido inflamado, restaurar os canais e reconstruir o dente.

o que é o tratamento de canal dentário

O que é o tratamento de canal dentário?

O tratamento de canal dentário realizado por um endodontista visa tratar os problemas localizados na parte central do dente, a polpa dentária. Dentes com polpas comprometidas eram, no passado, frequentemente extraídos. Atualmente, o tratamento de canal permite aos dentistas salvar os dentes através de uma maneira segura.

O dente possui três camadas: esmalte, dentina e polpa. A primeira, que é a mais externa, é um tecido mais duro e altamente mineralizado do corpo. A segunda, camada intermediária, é um tecido calcificado coberto pelo esmalte (parte coronária) e cemento (parte da raiz). Por fim, a terceira é a parte mais central do dente.

A polpa dentária é o tecido mole que contém fibras nervosas, vasos sanguíneos e vasos linfáticos. Ela está localizada no interior do dente e se estende da coroa dentária à ponta da raiz dentária. A raiz dentária está inserida dentro do osso da maxila ou mandíbula.

Quando a polpa é atingida por algum trauma ou cárie extensa e não consegue se recuperar sozinha, ela necrosa. As causas mais comuns de necrose pulpar são fratura dentária ou cárie dentária profunda. Esses dois problemas podem permitir que bactérias entrem na polpa, causando uma infecção dentro do dente e contaminando os tecidos moles que a compõem.

Quais são as consequências de não tratar o canal?

Se o problema não for tratado, forma-se uma coleção purulenta (pus) na ponta da raiz dentro do osso maxilar ou mandibular, chamada de abscesso. Um abscesso pode causar danos no osso ao redor do dente. Quando a polpa infectada não é removida, podem resultar dor e edema (inchaço). Alguns subprodutos da infecção podem causar lesões nos ossos maxilares. Sem tratamento, seu dente pode precisar ser extraído.

O tratamento de canal, geralmente, requer de uma a três visitas. Durante o tratamento, um dentista clínico geral ou endodontista (dentista especializado no tratamento de canal) remove a polpa comprometida. A câmara pulpar e o canal radicular do dente são desinfetados e obturados.

É necessário reabilitar a parte funcional do dente o quanto antes através de sua restauração e manter hábitos de higienização saudáveis e constantes para evitar novas contaminações. Um dente restaurado pode durar a vida toda se você continuar a cuidar dos dentes e gengiva. Entretanto, check-ups regulares são necessários. Uma vez que a raiz dentária de um dente tratado é nutrida pelos tecidos ao seu redor, seu dente permanecerá saudável.

Dúvidas Frequentes sobre Canal Dentário

Tratamento de canal dentário dói?

Provavelmente, o maior mito que existe ao redor do tratamento de canal diz respeito à dor que o procedimento causa. Se algum conhecido seu passou por ele, com certeza comentou sobre isso. Nada de pânico: o profissional esclarece o porquê de existir essa relação. “A dor é ocasionada pela infecção do dente e, quanto mais tempo o paciente demora na busca do tratamento, maior poderá ser a dor. Mas, a partir do momento que o paciente está anestesiado, o tratamento é totalmente indolor”, explica ele.

Para evitar que a infecção se torne um problema ainda mais doloroso, o ideal é ir ao dentista com frequência para avaliar sua saúde bucal. Ao primeiro sinal de que algo está errado com a polpa dentária, ele indicará o melhor tratamento para você!

Quais são os cuidados após o tratamento de canal?

Diferentemente da extração dos siso, não é necessário um repouso prolongado após o tratamento de canal. O paciente pode seguir com suas atividades de rotina, como trabalho e exercício. No entanto, é importante estar atento a alguns cuidados importantes:

Alimentação: nas primeiras horas após o tratamento, é ideal tomar cuidado durante a mastigação, pois por conta da anestesia, você pode acabar mordendo a bochecha enquanto come. Além disso, caso o tratamento não esteja finalizado, o paciente deve tomar cuidado para não mastigar em cima do dente até que a restauração definitiva seja realizada.

Em caso de dor: é normal o dente apresentar quadro de sensibilidade na sequência do tratamento. Nesse caso o paciente pode tomar um analgésico. Caso a dor persista, o paciente deve entrar em contato com seu dentista.

O tratamento só é necessário em caso de dor?

Não! Quanto mais cedo a infecção for identificada, maiores serão as chances do tratamento funcionar. O sintoma de dor aguda pode indicar a evolução para um quadro mais grave.

Dental Form – Clínica odontológica no Rio de Janeiro

Agende agora sua consulta na clínica Tijuca ou na clínica na Barra da Tijuca. Conheça mais sobre a clínica e nossa equipe de dentistas aqui.

Para outras dúvidas e marcação de consulta, clique abaixo para falar com nosso atendimento via WhatsApp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *